top of page

BCP: ANÁLISE DE RISCOS E VULNERABILIDADES.


Análise de Riscos e Vulnerabilidades


O segundo passo do ciclo BCP consiste na identificação das pessoas-chave da organização, tanto do ponto de vista técnico quanto do ponto de vista de negócios.

As pessoas-chave serão os componentes do grupo de continuidade de negócios que deverá ser formado inicialmente.

Novos componentes podem ser agregados conforme o projeto estiver em andamento.

Nessa etapa, o grupo passará a discutir e a definir os objetivos e os obstáculos do projeto.


Componentes do Grupo de Continuidade de Negócio


Muitas vezes, os componentes do grupo de continuidade de negócios poderão ter origem na equipe de Tecnologia de Informação. Isso pode ocorrer porque tais pessoas são parte importante dos processos de negócios das empresas atualmente.

A partir dos objetivos da empresa, podemos estabelecer um cronograma para criação, implementação e testes do BCP, de maneira realista e factível. Embora um projeto possa ter um caráter extremamente urgente, dependendo dos motivos que levaram a empresa a iniciá-lo – como um acidente que impediu o funcionamento da empresa por alguns dias –, a imposição de prazos muito curtos poderá afetá-lo negativamente, visto que os profissionais envolvidos podem sentir-se pressionados pelos prazos. De forma análoga, se definirmos prazos longos, poderemos desmotivar o grupo de desenvolvimento.

Nessa fase inicial, teremos de escrever uma versão preliminar das políticas de continuidade de negócios. Isso terá vital importância para a empresa, já que essa versão será utilizada como base para a discussão do processo dentro do próprio grupo e com a alta gerência da empresa.


A CFR SOLUÇÕES DE TI, pode ajudar sua empresa a encurtar o caminho, somos responsáveis em desenvolver estratégias de segurança.

Achou interessante? Imagine em funcionamento em sua empresa.


Vamos agendar um bate-papo?!?

 

(11) 5623-3187



3 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page